Nós Nos Livros: “Desejos de Aminata” de Lopito Feijóo

Desejos AminataEu acho importante ler este livro porque…

Por João Carlos (jornalista)

Como amante da poesia, penso ser um estímulo para fomentar o gosto por esta forma de arte literária. Não se trata de poesia revolucionária a exortar a emancipação nem a propaganda política.

Em Desejos de Aminata, o escritor angolano Lopito Feijóo apresenta uma coleção de 40 textos poéticos, diga-se intimista e com uma intensidade erótica, mas que valem pela doçura da escrita, pelo amor com que foram produzidos os poemas dedicados à sua mulher, Aminata, jornalista cultural da Rádio Nacional de Angola.

Digo que vale a pena ler porque, confesso, só depois de uma longa conversa com o autor, em sua casa em Lisboa, interiorizei a profundidade dos versos de João André da Silva Feijó, seu nome verdadeiro, nascido em Malanje aos 25 de setembro de 1963.

Na essência, são poemas que evocam a grandeza da mulher africana, inspirados em motivos como o mar Atlântico, no colorido dos trajes tradicionais de África, que Feijóo assume em chamar de berço da Humanidade. Não interpretando mal o sentido erótico e intimista dos versos nesta obra, entre as que tem publicado, o escritor singulariza assim uma sublime homenagem à mulher do continente mãe, por intermédio de Aminata Goubel:

“A Negra quase encaracolada

Semblante misterioso

Pescoço naturalmente cheiroso

Um único braço

Com mão de mil dedos” (…).

Aquela a que reconhece ser a mulher da sua vida.

É um livro pequeno, mas rico – por vezes ousado, mas sincero – que se lê com brevidade à cabeceira da cama ou a caminho de uma viagem, ou ainda numa tarde de sábado debaixo de um imbondeiro, descontraíndo-se dos excessos da semana de trabalho ou dos abalos da vida. Ou, quem sabe, não seja também uma escola para a aprendizagem da arte de escrever poesia.

Ainda mais sentido faz a leitura na semana do Dia Mundial da Poesia, que se assinala no dia 21 de Março. Eis mais um pretexto para deliciar os poemas íntimos do escritor angolano, considerado um dos 15 maiores poetas africanos dos anos 80, e que se assume como um escritor de crítica social. O ex-deputado é membro da União dos Escritores de Angola, um dos fundadores  da Brigada Jovem de Literatura de Luanda e do Coletivo de Trabalhos Literários (OHANDANJI).

Outras propostas de Lopito Feijóo: “Andarilho & Doutrinário – 50 Anos… Poemas”;

“Marcas da Guerra – Percepção Íntima & Outros Fonemas Doutrinários”.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s