Áudio 103 – Teatro do Oprimido explicado por Bárbara Santos

Bárbara Santos trabalhou duas décadas com Augusto Boal, como coordenadora geral do Centro do Teatro do Oprimido, no Brasil, no desenvolvimento do Teatro e da Estética do Oprimido. Desde 2009, vive em Berlim, na Alemanha, onde é diretora artística do KURINGA – um espaço para o Teatro do Oprimido. De momento encontra-se em Lisboa para o Festival CRE ARTE – Encontro Internacional de Teatro do Oprimido, a decorrer de 29 de Marco a 3 de Abril de 2016.

20160330-_F0A2977 Durante o evento, Bárbara Santos apresenta também o seu livro Teatro do Oprimido, Raízes e Asas: uma teoria da práxis. Vamos conhece-la melhor!

Mais infos

 

Anúncios

Áudio 102 – 1º Encontro Kolafölö

Entrevista com Marisa Paulo, bailarina de danças africanas e com o percussionista André Rodrigues Soares, organizadores do  1º Encontro Kolafölö, evento em que todos nós vamos poder aprender um pouco das suas artes: dança e percussão.  O Encontro Kolafölö realiza-se a 23 e 24 de Abril no Polo Cultural Gaivotas, mas atenção(!!!!!) que as inscrições para os workshops têm de ser feitas até dia 31 de Março. Mais infos

Programa e inscrições:

1915935_10154117244523953_2048377328691069197_n 12795257_10154117242643953_6272274044129800761_n

Áudio 101 – Djidiu “herança do ouvido”

Hoje passamos a palavra a poetas, ou melhor a Djidius, os que transmitem a herança a gerações mais novas. A Afrolis – Associação Cultural vai realizar uma atividade relacionado com poesia e contadores de histórias.  Quem nos recebe é o restaurante /bar Tabernáculo no domingo, 20 de março, pelas 17h para a primeira sessão Djidiu “herança de ouvido”. Escrevam para afrolisassociacao@gmail.com e inscrevam-se para ler os vossos poemas. Lembramos apenas que o tema desta sessão são as micro e macro- agressões, a que todos nos estamos sujeitos e, muitas vezes, nem nos apercebemos disso.

Mais infos

Áudio 100 – Kizomba e sensualidade com Zé Barbosa

“No início até saiu no jornal que eu andava a dar aulas para separar os casais portugueses!”

Hoje vamos falar com Zé Barbosa, um artista com várias facetas que dá aulas de Kizomba em Lisboa e não só. Kizomba é um estilo de dança angolana que está a internacionalizar-se e, muitas vezes, não se sabe bem se é sensual ou sexual.

 

Como se dança Kizomba em Angola