Divulgação: A voz da mãe Preta- Manifestação frente a CMSeixal – 25 de Janeiro

Várias Jamaicas:
Basta de Brutalidade Policial! Não ao Racismo Institucional!

A brutalidade policial é um fenómeno com o qual nós, negras e negros em Portugal, estamos escandalosamente familiarizados. O caso de violência policial no bairro da Jamaica não é uma exceção. Há várias Jamaicas nas periferias deste país, onde a população tem constantemente a sua integridade física ameaçada por agressões desproporcionadas e intervenções musculadas. Jamais esqueceremos todos aqueles que pereceram às mãos da polícia, como o Elson Sanches (Kuku) executado aos 14 anos, o Diogo Seidi (Musso) e o José Carlos que com apenas 15 e 16 anos não resistiram às lesões de que foram alvo, o Nuno Rodrigues (Mc Snake) morto numa perseguição policial ou o Manuel Pereira (Tony) assassinado. É altura de dizer BASTA à forma claramente intimidatória, racista e violenta com que as “forças de autoridade” nos tratam, ferindo a nossa dignidade, bem como denunciar o vergonhoso “serviço público” prestado pela esmagadora maioria dos orgãos de comunicação social, com o intuito de nos isolar e diabolizar.

As imagens chocantes dessa violência, por parte das autoridades do Estado, falam por si. Como pode um pai e uma mãe serem espancados daquela forma por quem devia garantir a sua proteção? Mais uma vez, somos alvo de uma violência desmedida que não poupa ninguém. É neste contexto de injustiça e indignação que moradoras e moradores do bairro da Jamaica, em conjunto com colectivos antirracistas, estão a organizar uma mobilização para esta sexta-feira (25 de janeiro), às 16 horas, em frente aos Serviços Centrais da Câmara Municipal do Seixal. Queremos, a uma só voz, gritar: Não à Brutalidade Policial! Não ao Racismo de Estado!

Contamos com a vossa participação! É preciso que nos organizemos para dar uma resposta política às instituições do Estado português, que se calam perante as recorrentes situações de violência policial. Por isso, apelamos a todas e todos, independentemente da origem, cor de pele e morada, que se juntem a nós nesta mobilização contra a violência sistemática de que somos alvo e por um tratamento digno das instituições do Estado português.

Não ao Racismo de Estado!
Basta de Violência Policial!
Por uma Política Antirracista!

A dor de uma mulher, mãe, negra ver a sua família brutalmente agredida por uma entidade que devia zelar pela segurança de todos. Este foi o triste episódio que se passou no bairro da Jamaica-Seixal.
A luta é tua, é minha, é nossa vamos fazer ouvir as nossas vozes!!
Juntos somos mais fortes!!

Organizações subscritoras do manifesto:

– Afrolis- Associação Cultural
– CAIP – Coletivo de Ação Imigrante e Periférica
– Consciência Negra
– Em Luta
– FEMAFRO – Associação de mulheres negras, africanas e Afrodescendentes em Portugal
– Nu Sta Djunto – Estamos Juntxs
– Plataforma Gueto
– SOS Racismo

Orientações a seguir para uma manifestação pacífica:

– Respeitar e acatar as indicações da organização e autoridades em todos os momentos;
– Ficar calmo, não discutir e colaborar sempre que necessário com as autoridades e terceiros;
– Ser pacífico e não recorrer à violência;
– Não fazer ameaças ou utilizar linguagem ofensiva contra os presentes;
– Andar sempre em grupo, para não correr risco de agressão por parte de terceiros;
– Manter o seu círculo de contatos sempre atualizado do que está a acontecer com você e onde se encontra, e na eventualidade de ocorrer alguma situação temos à disposição o número de telemóvel 924128977 para prestar auxílio;
– Não levar objetos ou substâncias que possam ser utilizados como armas ou provocar danos;
– Manter sempre o respeito pela propriedade pública e privada e evitar quaisquer atos de destruição ou danificação antes, durante e após a manifestação.

Relembramos a todos que estamos a organizar uma manifestação pacífica para alertar a todos sobre a problemática da violência policial que algumas comunidades sofrem. Não estamos contra a polícia nem queremos manifestações de violência ao longo de todo o evento.

No caso de serem abordados ou se necessitarem de algum auxílio temos à disposição o número 924128977 para prestar um apoio mais imediato.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s