Áudio 45 – “Os jovens negros das comunidades devem ter o direito a sonhar”, Sérgio Dundão

[soundcloud url=”https://api.soundcloud.com/tracks/191858483″ params=”auto_play=false&hide_related=false&show_comments=true&show_user=true&show_reposts=false&visual=true” width=”100%” height=”300″ iframe=”true” /]

“Estudar o conflito também é uma forma de me entender a mim próprio, como angolano.”, diz Sérgio Manuel Dundão. Sérgio nasceu em Angola em 1987, veio para Portugal em 2000 e acabou por licenciar-se em Ciências Políticas e Relações Internacionais. Sempre quis voltar para o seu país de origem e, terminado o seu mestrado, foi precisamente isso que fez. No seu trabalho final de mestrado procurou descortinar uma questão que, para si era essencial: “Como é que o conflito pode ajudar no processo de unidade linguística?” No programa de hoje falamos do conflito como motor de mudança positiva e/ou negativa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *