RETRATAR E EDUCAR PODCAST

Retratar e Educar Podcast - R.E.P. - série sobre Justiça Racial lançada em 2022, composta por 10 episódios, veiculados semanalmente. O nosso objetivo é revisitar as vidas de pessoas vitimizadas pela violência racial através de dois tipos de programas:
Retratar – retratos de pessoas atingidas pela violência racial, através de testemunhos de familiares, amigos e colegas, como forma de retratar a sua imagem e estratégia de autorreparação do trauma causado pela violência racial.
Educar – entrevistas a pessoas que trabalham em organizações e a agentes que lutam contra a violência racial, de modo a apresentar o problema e partilhar soluções.
Acreditamos que dar visibilidade à memória das vítimas, mostrar as várias dimensões das suas vidas, reveste as suas mortes e o seu processo de recuperação de outros significados. Tudo isto faz parte do processo de Justiça Racial.

ÚLTIMOS EPISÓDIOS

Episódio 1 . Retratar. Cláudia Simões

Cláudia, Simões uma mãe que não deixou que a violência a parasse. Levou os seus agressores a tribunal, depois de ter sido violentada em público por elementos da polícia e perante a sua filha de 8 anos. Cláudia Simões continua à espera de que se faça justiça.

Mais sobre: 

MP quer levar três polícias a julgamento por agressões a Cláudia Simões

Episódio 2 . Educar com Lúcia Furtado

Educar com Lúcia Furtado, presidente da FEMAFRO - Associação de Mulheres Negras, Africanas e Afrodescendentes em Portugal - , ativista anti-racista e feminista. Entrevista conduzida por Apolo Carvalho e André Bivetti.

Episódio 3 . Retratar Bruno Candé

Bruno Candé foi um ator negro, português, assassinado a 25 de julho em Moscavide de 2020, vítima de crime de ódio racial. A sua família partilha connosco momentos da sua vida e morte entre saudades e gargalhadas, que eram das coisas preferidas de Bruno.

Episódio 5 . Retratar Giovani Rodrigues

"Luis Giovani dos Santos Rodrigues, de 21 anos, em Portugal há menos de dois meses, morre em Bragança (2019). O julgamento dos alegados responsáveis ainda decorre. A defesa argumenta que a sua morte foi consequência de uma queda, a família não duvida que a causa foi uma agressão." Aqui Giovani é recordado por seu pai, Joaquim Rodrigues e pelo Vereador da CM da vila de Mosteiros, na Ilha do Fogo, em Cabo Verde.

Episódio 7 . Retratar Ângelo Semedo

"A única lembrança que tenho do meu filho é uma estátua de Nossa Senhora de Fátima, que eu tenho lá no meu quarto com uma taça que ele ganhou e ele dizia assim: 'Mamã, um dia vou tirar-te do peixe. Nunca mais vais vender peixe'.", recorda dona Amélia ou Montura, sua mãe. A 5 de Dezembro de 2001, no Bairro da Cova da Moura, um jovem de 17 anos foi baleado mortalmente por um agente da PSP. Ângelo Semedo tentava fugir da polícia quando foi atingido nas costas.

Episódio 9. Retratar Alcindo Monteiro

Na madrugada de 10 para 11 de junho de 1995, um grupo de cerca de 50 `skinheads` invadiu as ruas do Bairro Alto, em Lisboa, e atacou com violência várias pessoas, entre as quais Alcindo Monteiro, 27 anos, espancado até à morte.

Episódio 4 . Educar Com José Falcão

José Falcão, na direcção do SOS Racismo há mais de 30 anos, fala-nos da evolução da luta antirracista e analisa a situação atual em Portugal, na rubrica Educar!

Episódio 6 . Educar Com Shenia Karlsson

"Nós temos que ir para além da sobrevivência!" Shenia Karlsson é psicóloga clínica especialista em diversidade. Define a sua trajetória profissional como sendo um resultado da sua vivência enquanto corpo-mulher-negra. Shenia Karlsson fala-nos dos efeitos da violência racial nas vidas de pessoas negras.

Episódio 8 . Educar Com Kitty Furtado

"É uma maravilha poder ver filmes negros e africanos na Cova da Moura. (...) O discurso é muito diferente, profícuo e, por vezes, conflituoso. (...) O cinema negro português ainda tem que perder algum medo." kitty Furtado aka Ana Cristina Pereira é doutorada em Estudos Culturais, pela Universidade do Minho, com a tese 'Alteridade e identidade na ficção cinematográfica em Portugal e em Moçambique'. Tem como principais interesses de investigação: racismo, identidade social, representações sociais e memória cultural no cinema, numa perspetiva pós-colonial e interseccional, sobre os quais tem editados vários artigos científicos em publicações nacionais e internacionais. Vem fazendo parte da equipa de projetos científicos sendo, no presente momento, investigadora do projeto (THE)OTHERING. É membro do NARP - Núcleo Antirracista do Porto.

Episódio 10 . Educar Com José Semedo Fernandes

"A nossa dor não choca. O nosso sangue não traz lágrimas. As nossas lágrimas incomodam. Mas aquele situação tinha sido diferente. Nós tinhamos sido literalmente caçados. Nós precisavamos que o tribunal reconhecesse isso.", José Semedo Fernandes sobre o caso de Bruno Candé, no qual fez parte da equipa de advogados assim como tinha feito no caso da esquadra de Alfragide.

Foram demasiadas as mortes e vidas destruídas pela violência racial. Não podemos retratar todos os casos. Limitámo-nos a cinco respondendo a critérios como o género, a faixa etária, a atualidade e o facto de revelarem a continuidade do racismo em todos os espaços  da sociedade portuguesa, assim como a sua letalidade.

Agradecimentos:

Cláudia Simões, Luisa Monteiro, Olga Araújo, Miguel Dores, Beatriz Carvalho, Mamadou Ba, Shenia Karlsson, Lúcia Furtado, José Falcão, José Semedo Fernandes, Flávio Almada, Niche Delgado, Délio, Maria Amélia Correia, Moinho da Juventude, Pedro, Bety Candé.

Para esta série especial contamos com o financiamento da Guerrilla Foundation e apoio do Fumaça.

AFROLIS

O primeiro podcast dedicado a pessoas negras em Portugal com publicações semanais desde 2014.
* É proibida a reprodução do conteúdo total ou parcial sem autorização prévia.

NEWSLETTER
INSTAGRAM
Redimensionar Fonte
Contraste