Áudio 107 – Plataforma Femafro

Raquel Rodrigues e Dary Carvalho são as coordenadoras da organização Plataforma Femafro – Frente de mulheres africanas. Ambas trabalham a questão do feminismo negro no seguimento da experiência que juntaram a desenvolver trabalhos com mulheres em organizações como a Bué Fixe e a Solidariedade Imigrante. No próximo dia 30 de Abril vão fazer um encontro de feministas negras, em Lisboa, no MOB- Espaço Associativo. Com este encontro pretendem juntar mulheres negras e outras pessoas interessadas na temática para participar ativamente na plataforma Femafro.

As inscrições podem ser feitas até quinta-feira, dia 28 de Abril de 2016, para o email: femafroportugal@gmail.com.

Cartaz

Anúncios

Áudio 104 – Teresona: Rap no feminino

Hoje falamos de rap no feminino com Teresona (Teresa Mendes), organizadora de eventos, viciada em música e rapper. Gosta da sua zona, a linha de Sintra, e reconhece que não e fácil ser mulher num mundo tão masculino (mundo do rap) mas quer fazer mais e melhor.

Áudio 102 – 1º Encontro Kolafölö

Entrevista com Marisa Paulo, bailarina de danças africanas e com o percussionista André Rodrigues Soares, organizadores do  1º Encontro Kolafölö, evento em que todos nós vamos poder aprender um pouco das suas artes: dança e percussão.  O Encontro Kolafölö realiza-se a 23 e 24 de Abril no Polo Cultural Gaivotas, mas atenção(!!!!!) que as inscrições para os workshops têm de ser feitas até dia 31 de Março. Mais infos

Programa e inscrições:

1915935_10154117244523953_2048377328691069197_n 12795257_10154117242643953_6272274044129800761_n

Tornar-se sócio/a da Afrolis

 

Familia Afrolis CutQueres fazer parte de uma comunidade focada no debate e resolução de questões relativas aos afrodescendentes a viver em  Lisboa, Portugal e aos povos negros no mundo? Participa e torna-te sócio/a da Afrolis – Associação Cultural.

Direitos:

– Participar ativamente nas atividades da associação;

– Lançar Propostas;

– Comparecer às reuniões.

Deveres:

– Pagar cota anual;
– Respeitar valores e princípios;
– Divulgar atividades da associação;

Vantagens:

– Descontos em todos os protocolos feitos com a Afrolis (lista completa em breve);
– Descontos em todos os eventos realizados pela Afrolis (workshops ou eventos culturais);
– Apoio na divulgação de atividades culturais realizadas pelos sócios, que forem de encontro aos objetivos da Afrolis.

Áudio 91 – Inocência Mata Sobre Literaturas Africanas Em Língua Portuguesa

“O facto é que as editoras portuguesas publicam autores brancos e mestiços, maioritariamente. Esta é uma constatação! Não me impeçam de dizer isso!”, declara Inocência Mata.

Professora e escritora santomense recebeu o prémio FEMINA 2015, pelo seu trabalho de investigação e ensino de literaturas escritas em língua portuguesa. Inocência Mata é doutora em Letras e pós-doutorada em Estudos Pós-coloniais. Entre os livros publicados estão: Ficção e História na Literatura Angolana: o caso de Pepetela; A Literatura Africana e a Crítica Pós-Colonial: Reconversões; Polifonias Insulares: Cultura e Literatura de São Tomé e Príncipe e muitos mais. Atualmente é professora associada do Departamento de Português da Universidade de Macau.

Dizer, Ouvir, Posicionar e Agir para combater o racismo

“Eu sou uma mulher negra. Eu sou a mulher que, depois de violada em frente ao seu marido, amamentou o filho do seu violador porque a sua mulher não tinha leite. Eu sou a mulher que foi obrigada a entregar o seu próprio filho para trabalhar em casa do seu agressor.”

Será que é esta a narrativa que queremos continuar a repetir? Ou queremos Dizer a nossa verdade, Ouvir a verdade do outro, Posicionar-nos em relação à realidade que ouvimos e exprimimos  e Agir sobre essa mesma realidade?