Áudio 128 – Exposição Bantumen: a participação de Piera Moreau

A Bantumen, apresenta-se como a primeira revista masculina online, dedicada à comunidade africana de língua oficial portuguesa, que dá a conhecer tendências de lifestyle e entretenimento. Esta publicação vai realizar uma exposição de 3 a 5 de Novembro, que vai fundir, no mesmo espaço, arte plástica, fotografia e música. O evento vai acontecer, aqui em Lisboa, na Casa de Angola, em parceria com a FUBA (especialista em curadoria, dedicada a artistas africanos) e a BC (empresa de organização de eventos).

A nossa convidada de hoje, Piera Moreau, é uma das artistas plásticas angolanas convidadas.

flyer-exposicao-bantumen

Áudio 127 – Sobre “Relatos de uma rapariga nada pudica…”

Lolo Arziki dizia-se uma “rapariga nada pudica” e, nesta entrevista, vamos saber como chegou a esta conclusão…

Formada em vídeo e cinema documental pelo Instituto Politécnico de Tomar, Lolo Arziki é, atualmente, estudante de mestrado em Estética e Estudos Artísticos na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Hoje (20/10/16), a vídeo performance Relatos de uma rapariga nada pudica vai ser um dos pontos de partida para as Conversas Feministas deste mês no espaço Com Calma, onde também estará presente a plataforma Queering style apresentada pela Alexandra Santos que também ja foi nossa convidada.

 

Informações sobre Conversas Feministas AQUI

 

Áudio 123 – Maimuna Jalles regressa à música a solo

Maimuna Jalles, filha de pai guineense e mãe polaca judia, “uma bela mistura”, descreve a cantora afrolisboeta. A sua voz já acompanhou nomes como General D, Sara Tavares, Guto Pires e To Cruz. Depois de uma pausa de alguns anos, Maimuna Jalles volta ao mundo da música mas a solo…

Foto: Marlene Nobre

Próxima participação de Maimuna Jalles será no concerto de Remna Schwarz no Centro Interculturacidade (23 de setembro)!

 

 

 

 

 

Áudio 121 – Tabacaria Tropical Sta Bazofo

“Bazofo” é uma palavra do crioulo de Cabo Verde que descreve alguém com estilo e atitude. Mas é também uma pequena marca de roupa sustentável e ética da Cova da Moura, fundada por Vítor Sanches, o dono da Tabacaria Tropical. A Tabacaria Tropical abriu em Junho de 2015 e já tem um vasto leque de eventos realizados naquele espaço que” sta bazofo”! Na Cova da Moura não é raro ouvir-se dizer `Bu sta bazofo!`, não só porque muitas pessoas falam crioulo, mas também porque, segundo Vitor Sanches, há muita gente com muito estilo que representa a cultura daquele bairro a sua identidade.

A Bazofo e a Tabacaria Tropical estão presentes nas seguintes redes sociais:

Áudio 120 – Sobre o “Afro Lisboa”, filme realizado por Ariel de Bigault

Ariel de Bigault e francesa e foi precursora da divulgação das ‘culturas chamadas lusófonas’, E uma agente cultural, investigadora e documentarista. Dois dos seus filmes chamaram-nos a atenção, o Afro Lisboa e o Margem Atlântica. Na entrevista de hoje falamos sobre estes trabalhos, que mostram que a luta por um espaço na cena cultural portuguesa, por parte de afrodescendentes, já vem de há muito.

Áudio 118 – Afrodescendentes no cinema português – Fernando Arenas

Fernando Arenas é professor de Estudos Culturais da Lusofonia , com ênfase na literatura, cinema e música popular, que ele estuda a partir de um prisma interdisciplinar e de uma teoria centrada em fenómenos ligados às consequências do colonialismo e globalização. Fernando Arenas, o nosso entrevistado de hoje, faz uma análise de longas-metragens ligadas às experiências de africanos e afrodescendentes no Portugal contemporâneo, visando investigar como, a produção cultural reflete uma nação portuguesa em plena mudança, onde as fronteiras entre o Portugal e territórios africanos, tal como as noções acerca do que é “ser africano” ou “ser europeu”, estão a ser redefinidas.

 

(Foto – Hangar)