Áudio 130 – Direitos Iguais e Documentos Para Todos

Desta vez a entrevista é com Timóteo Macedo, presidente da Associação Solidariedade Imigrante, “Face ao agravar da situação dos e das imigrantes que connosco vivem e trabalham, nomeadamente o fecho progressivo da legalização, o acumular da burocracia, o tempo intolerável de espera e o bloqueio no acesso aos serviços públicos, nomeadamente à saúde, à segurança social e à educação, políticas que violam os direitos humanos dos e das imigrantes e a sua dignidade, a Associação Solidariedade Imigrante e as associações promotoras vão levar a cabo uma manifestação no dia 13 de Novembro (domingo) às 14horas no Martim Moniz em frente ao Centro Comercial da Mouraria.”
 contactsheet-0011.jpg
Todos nós, afrodescendentes negros a viver em Lisboa, temos na família ou nas nossas relações mais próximas alguém que passou pelas situações indignas descritas nesta entrevista, quando não as vivemos na primeira pessoa. Todos nós, negros em Portugal nos deveríamos mobilizar para estar presentes na manifestação de dia 13 de novembro de 2016! A Afrolis – Associação Cultural também subscreveu a iniciativa e vai estar  lá!

 

Anúncios

Áudio 68 – Solidariedade para com ativistas angolanos presos

Hoje não vamos ter uma entrevista como é habitual, vamos antes fazer fotografias sonoras do que foi a concentração pela libertação dos presos políticos em Angola. Desde o dia 20 de junho foram colocados em prisão preventiva, 15 jovens ativistas, suspeitos de estarem a preparar em Luanda um atentado contra o Presidente e outros membros dos órgãos de soberania. Na ocasião, a informação foi dada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) de Angola à agência noticiosa Lusa. Esta quarta-feira, dia 29 de julho, a solidariedade para com os ativistas angolanos fez-se notar também em Lisboa com uma concentração no Largo de S. domingos no Rossio. Testemunhos de Aline Frazão, José Eduardo Agualusa, Kiluanji Kia Henda, Selma Uamusse​, entre outros cidadãos solidários.

Outros artigos:

Manifestantes afastados do Largo da Independência

Manifestação em Lisboa decorreu em clima tranquilo

Activistas agendam protesto em Luanda contra “perseguição política” em Angola

Pela libertação dos presos políticos em Angola

Áudio 3 – Discriminação Racial no Trabalho

tshirt-2

No dia 1 de Maio, dia do trabalhador, as mulheres da Plataforma Gueto, fazem uma passeata contra a discriminação no trabalho. A Rádio AfroLis teve acesso a uma carta de uma trabalhadora negra que fala sobre vários aspectos da sua vida inclusive de discriminação no trabalho. A Carta foi dedicada ao Grupo de Mulheres da Plataforma Gueto, um Movimento Social Negro, que defende a auto-determinação de todos os povos através da Resistência anti-imperialista e anti-racista. Anabela Rodrigues, jurista e elemento do grupo de mulheres negras da plataforma gueto comenta parte da carta em entrevista com Carla Fernandes.[Carta na integra]