Mulheres africanas

Áudio 91 – Inocência Mata Sobre Literaturas Africanas Em Língua Portuguesa

[soundcloud url=”https://api.soundcloud.com/tracks/240757006″ params=”auto_play=false&hide_related=false&show_comments=true&show_user=true&show_reposts=false&visual=true” width=”100%” height=”300″ iframe=”true” /] “O facto é que as editoras portuguesas publicam autores brancos e mestiços, maioritariamente. Esta é uma constatação! Não me impeçam de dizer isso!”, declara Inocência Mata. Professora e escritora santomense recebeu o prémio FEMINA 2015, pelo seu trabalho de investigação e ensino de literaturas escritas em língua portuguesa. Inocência …

Áudio 91 – Inocência Mata Sobre Literaturas Africanas Em Língua Portuguesa Leia mais »

Áudio 52 – África Positiva na produção cinematográfica da brasileira Cine Group

“Uma coisa interessante que descobrimos, é que nem o próprio continente conhece o continente. O Congo conhece pouco Moçambique. Moçambique conhece pouco a Nigéria. A Nigéria conhece pouco a África do Sul e assim por diante.” (Monica Monteiro) [soundcloud url=”https://api.soundcloud.com/tracks/199939027″ params=”auto_play=false&hide_related=false&show_comments=true&show_user=true&show_reposts=false&visual=true” width=”100%” height=”300″ iframe=”true” /] Hoje temos uma convidada afro-brasileira por convicção. Monica Monteiro, diretora …

Áudio 52 – África Positiva na produção cinematográfica da brasileira Cine Group Leia mais »

Convite: Exibição do Documentário “Mulheres africanas – Rede invisível” e debate “Direitos e Desafios das mulheres”

Mulheres africanas – Rede invisível é um filme sobre todas as mulheres. É um filme que expõe uma invisibilidade universal no que toca as mulheres. Esta invisibilidade dessensibiliza-nos para os contributos das mulheres em diferentes sociedades, seja na política, na área dos negócios, na ciência, na cultura ou na vida familiar. Criar espaços de promoção …

Convite: Exibição do Documentário “Mulheres africanas – Rede invisível” e debate “Direitos e Desafios das mulheres” Leia mais »